30 junho 2018

Look vestido preto + desabafo sobre roupas

Olá babes! Quanto tempo não faço postagem de looks, né? Mas acontece que minha vida é tão corrida que quando vou sair nunca tenho tempo de tirar as fotinhas dos looks. Mas prometo tentar melhorar isso! :x


Esse look virou meu chameguinho e provavelmente vire farda para os próximos rolês haha. Sempre tive uma politica na minha cabeça: vestido acima do joelho ou no tornozelo! Depois comecei a observar pessoas (mais especificamente blogueiras) usando vestidos/bermudas abaixo do joelho e comecei achar lindo, mas cadê a coragem para apostar em uma roupinha assim? 

Então coloquei na cabeça que ia começar a usar roupas "de adulta" HAHAHA ou roupas "diferentes" porque tava cansada de sair e sempre colocar um short e uma blusinha. Achei esse vestido na Hering e foi amor a primeira vista! <3 Já experimentei pensando "meu deus vai ficar lindo com um all star branco socorro"

A bolsa é da Kipling e ela já apareceu em vários looks aqui no blog e o pompom é da Cacau Show (juro! foi uma promo que teve na pascoa, o pompom tem orelhas de coelhinho) e o relógio casio é da minha lojinha, Usitar.

Então é isso, gente! Não deixem de usar roupas com medo do que os seus "amigos comuns" vão achar, use o que você tiver vontade, ouse mesmo. Ás vezes até eles tem vontade de usar, mas tem medo do que vão falar. Não fiquem com medo de se vestir igual "blogueirinha" como as pessoas estão acostumadas a falar, não entendo porque ser blogueirinha tornou-se pejorativo.
Lembro que logo no inicio quando comecei a comprar melissas, morria de vergonha de ir com elas para faculdade porque viviam falando que eram feias e eram sandálias de velhas, depois parei com essa besteira, comecei a usar mesmo, e advinha? A maioria das pessoas que falavam estão usando melissas hoje também! Hihi

Espero que tenham gostado do look e do desabafado! Um beijo e até o próximo post.


                                  instagram   facebook     twitter  ❤  skoob

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo