29 março 2017

Resenha: Pollyana


Como demorei tanto para ler esse livro? O engraçado é que ninguém me indicou, eu simplesmente estava na livraria, li a sinopse e comprei. Sendo que: ele ficou na minha estante abandonado sem ler durante meses... até chegar uma amiga e falar o quanto ele era bom. Essa é a capa mais recente dele, estou a procura da capa antiga.

Pollyana é um livro de 1913 e relata a história de uma criança órfã que foi morar com sua tia, por ser a unica da sua família que restou. Miss Polly, tia de Pollyana, achou um absurdo uma criança que nunca teve contato se mudar para sua casa do nada e ser praticamente uma filha, tendo que sustentar, educar e cuidar. Depois de muita negação, Miss Polly aceitou.

Pollyana foi colocada em um quarto no sótão (sendo que, a casa da sua tia era enorme e cheios de quartos bonitos e bem decorados) mas mesmo assim estava bem feliz por morar em uma casa tão bonita, e fazendo de tudo para esquecer a morte do seu pai. Embora sua tia fosse muito fechada e rancorosa, isso tudo não era problema para a menina.

O foco do livro, é um jogo do contente ensinado por seu pai, que diz para você sempre achar uma forma de ficar contente em qualquer situação. Tudo começou quando Pollyana ganha um par de moletas de presente e fica triste por está esperando uma boneca. Então seu pai diz para que ela se alegre, por não precisar usar muletas. 

O livro é todo baseado no jogo, Pollyana espalha o mesmo pela pequena cidade que mora para que todos fiquem contentes diante de qualquer situação.
“Muitas vezes me acontece de brincar o jogo do contente sem pensar. A gente fica tão acostumada que brinca sem saber. Em tudo há sempre alguma coisa capaz de deixar a gente alegre; a questão é só descobrí-la.”

Para quem não leu: leia! É surpreendente e lindo. Me peguei com lagrimas nos olhos em algumas páginas. Faz com que a gente reflita em todas as coisas que vivemos reclamando o tempo todo, coisas que poderiam ser evitadas.

Ps: Foi publicado o segundo livro chamado Pollyana Moça, mas diante de tantos comentários negativos, talvez eu não leia para que não estrague a historia na minha cabeça! rs

  instagram   facebook   tumblr     twitter  ❤ 

                                                           snap: iancabrenda.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo