25 dezembro 2015

Qualquer lugar que não seja aqui.


Mais uma noite de natal sem você sentado na ceia da minha família. Olho em volta da mesa e percebo que se você estivesse aqui, minha vó colocaria mais uma cadeira na mesa mesmo que ficasse apertado. Mas você ta aí, em qualquer lugar que não seja aqui.

Depois que deixei de ser criança, nunca gostei do natal. Gosto do mês de dezembro, de montar a árvore e encher de fru-fru. Gosto de colocar pisca-pisca até na porta do banheiro para a casa ficar feliz. Gosto de passar o mês de dezembro todo comprando presente e quando chegar no dia 24, olhar pra árvore e ela está transbordando. Queria poder colocar você na lista de quem comprar presente para o natal. Mas a noite de Natal não tem mais graça pra mim. Não tem mais a magia de esperar meia noite e correr para árvore e sair procurando meu nome nas etiquetas. Mas digo a mim mesma que se o natal tivesse sido ao seu lado, eu poderia dizer que gosto do Natal. A gente podia comer até um hambúrguer dentro do quarto com um suco de uva e falaríamos que era a nossa ceia. Seria o meu melhor natal. Podia usar uma camisa vermelha sua e uma calça de pijama e falaria que era o meu look de Natal. Não me importaria. Seria o melhor Natal. Mas estou aqui, deitada, no dia 25 de dezembro de dois mil e quinze e você tá aí, em qualquer lugar que não seja aqui, no lugar que deveria está. 

Tinha tempo que não escrevia, mas quando jogo no papel palavras que no fundo quero que você leia, parece que me aproximo mais. Mas me incomoda muito você tá aí, em qualquer lugar que não seja aqui. Porque você sabe, eu sei, sua família sabe, meu cachorro sabe, minha cama sabe, meu urso de pelúcia sabe, o por do sol sorrindo me pedindo para ter calma sabe, o meu vestido longo que esconde meu corpo e você ia amar que usasse ele com você, também sabe. Meu quarto me pedindo que pare urgentemente de decora-lo porque só assim passo o tempo e não penso em você, também sabe. É que todo mundo sabe que seu lugar não é aí em qualquer lugar desse mundo que não seja aqui. É aqui. Bem aqui do meu lado, fazendo qualquer outra coisa, mas me impedindo de escrever.


                                instagram   facebook   tumblr     twitter  ❤ 

snap: brendaianca

Um comentário:

  1. Tava com saudades do seus textos! Escreve logo esse livro menina

    ResponderExcluir

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo